Vocabulário

Vocabulário dos termos mais usados pelos profissionais de crédito e cobrança.

Procurar por termos do vocabulários (expressão regular permitido)
Começar com Contém Exata prazoParece que
Termo Definição
CHEQUE AO PORTADOR
Cheque que não contém o nome da pessoa favorecida, podendo, por isso, ser pago ao portador. A partir da Lei 8.021, de 12/04/1990, passou a ser obrigatória a emissão de cheques nominativos para valores acima de 100 BTNs, hoje equivalentes a R$ 100,00 (cem reais).
CHEQUE CRUZADO
Seja ao portador ou nominal, esses cheques poderão ser cruzados. Tratam-se de dois traços paralelos, em sentido diagonal e na frente do documento. Quando o cheque é cruzado, ele não poderá ser sacado, sendo obrigatório o pagamento por meio de depósito em conta corrente.
CHEQUE DE VIAGEM
Tipo de cheque pagável em qualquer agência do banco que o emite, em qualquer parte do país, mediante contra-assinatura e identificação.
CHEQUE ESPECIAL
É um tipo de empréstimo pré-aprovado para o cliente de uma instituição financeira. Quando o dinheiro que o cliente tem depositado em sua conta-corrente não é suficiente para cobrir o valor de cheques que tenha emitido ou de outros pagamentos que precise fazer, ele pode recorrer ao limite de cheque especial aprovado pela instituição financeira. Quando usa o cheque especial, o cliente fica devendo não só o valor utilizado, mas também os juros que são cobrados pelo empréstimo.
CHEQUE NOMINAL
Cheque com valor acima de R$ 100, sendo obrigatório indicar o nome do beneficiário. Só poderá ser pago pelo banco mediante identificação do beneficiário ou de pessoa por ele indicada no verso do cheque, assim como através do sistema de compensação, em caso de depósito.
CHEQUE PRÉ-DATADO
É o cheque utilizado para o pagamento de compras a prazo. Quando o pagamento é feito com cheques pré-datados, o vendedor (loja ou pessoa que aceitou o cheque) se compromete a descontar os cheques somente nas datas combinadas, e o comprador se compromete a ter saldo suficiente em conta para pagar esses cheques nessas mesmas datas.
CHEQUE SEM FUNDOS
Denominação ao cheque sem a correspondente provisão de fundos.
CLASSE DO FUNDO
Categoria atribuída ao Fundo de Investimento, de acordo com sua política de investimento. A Instrução CVM 409 define os principais tipos de Fundos em sete grandes classes, levando em conta a composição de suas carteiras. São elas: Curto Prazo, Referenciado, Renda Fixa, Cambial, Dívida Externa, Ações e Multimercado.
COME-COTAS
Recolhimento compulsório do Imposto de Renda sobre os rendimentos obtidos em Fundos de Investimento com classificação tributária de Longo e Curto Prazo. Ocorre a cada 6 meses, no último dia do mês de maio e novembro. No caso de Fundos de investimentos com classificação tributária de Ações, não há come-cotas e o recolhimento de IR é feito somente no momento do resgate da aplicação. A alíquota sobre os Fundo de Investimento de Longo Prazo é de 15%. Já sobre os Fundos de Investimento de Curto Prazo, a alíquota é de 20%.
COMITÊ DE CRÉDITO
O comitê de crédito é uma alçada superior onde a decisão pela concessão de crédito deixa de ser individual e passa a ser colegiada, ou seja, por um conjunto de pessoas.