Junte-se a 132.578 pessoas

Entre gratuitamente na Lista de E-mail para receber conteúdos exclusivos

Vocabulário

Vocabulário dos termos mais usados pelos profissionais de crédito e cobrança.
Procurar por termos do vocabulários (expressão regular permitido)
Começar com Contém Exata prazoParece que
Termo Definição
CCF
Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos. Funciona como um banco de dados com as informações das pessoas que passaram cheque sem fundos, isto é, sem ter em sua conta-corrente o dinheiro necessário para honrar o pagamento daquele cheque. As informações do CCF está disponível em todos os birôs de crédito como Serasa, SPC e Boa Vista. Mas, o próprio correntistas pode solicitar no banco a consulta do seu CPF no CCF.
A consulta do CCF informa o número do banco, a agência, o número do cheque, o motivo da devolução e a data de inclusão no CCF.
A inclusão no CCF pode acontecer pelos motivos de devolução 12, 13 e 14:
Motivo 12 - cheque sem fundos
Motivo 13 - conta encerrada
Motivo 14 - prática espúria
CDB
Certificado de Depósito Bancário. É um título, como um cheque, emitido por bancos e colocado à disposição dos clientes como uma opção de investimento. O cliente entrega ao banco certa quantia em dinheiro, e o banco emite um certificado desse depósito, com o compromisso de devolver ao cliente o valor acrescido de juros, após determinado tempo.
CDI
Certificado de Depósito Interbancário, ou seja, taxa média de empréstimos feitos entre bancos comerciais. É um índice bastante utilizado por Fundos de Investimento Multimercados.
CET
Custo Efetivo Total. É uma informação percentual que diz quanto, efetivamente, custa um empréstimo ou financiamento, incluindo não só os juros, mas também tarifas, impostos e outros encargos cobrados do cliente. A vantagem do CET é que ele permite comparar o que dois ou mais bancos estão oferecendo e saber qual cobra menos pelo serviço. Dependendo dos encargos cobrados por um banco em um empréstimo, seu CET pode acabar maior que o de outro banco, mesmo tendo uma taxa de juros menor.
CETERIS PARIBUS
Expressão latina que significa 'permanecendo constantes todas as demais variáveis'; em economia, utilizada quando se deseja medir e avaliar as conseqüências de mudanças de uma variável sobre outra, supondo-se as demais alteradas.
CETIP
Central de Custódia e Liquidação de Títulos Privados normatizada pelo Banco Central e administrada pela Andima (Associação Nacional das Instituições do Mercado Aberto). Local de custódia, registro e liquidação de títulos privados basicamente DBs, CDI, Letra de Câmbio ), bem como de alguns títulos estaduais e municipais. Começou a operar em março de 1986.
CHEQUE
É uma ordem de pagamento à vista e vale a quantia em dinheiro nela escrita. Quem passa um cheque deve ter seu valor em dinheiro na instituição financeira (“fundos”), pois a instituição deve pagar, à vista, essa quantia a quem recebeu o cheque como forma de pagamento ou a quem estiver de posse do cheque.
CHEQUE À ORDEM
Tipo de cheque que tem esta indicação explícita, sendo transmissível por endosso.
CHEQUE ADMINISTRATIVO
Emitido pelo banco e em nome de quem o cliente efetuará o pagamento. Pode ser comprado em qualquer agência bancária.
CHEQUE AO PORTADOR
Cheque que não contém o nome da pessoa favorecida, podendo, por isso, ser pago ao portador. A partir da Lei 8.021, de 12/04/1990, passou a ser obrigatória a emissão de cheques nominativos para valores acima de 100 BTNs, hoje equivalentes a R$ 100,00 (cem reais).
Voltar ao Topo