Metas em Crédito e Cobrança

  

Olá, Amigos!

É no início de cada ano que paramos para fazer uma avaliação geral dos resultados do ano anterior e para definir as metas e objetivos para o novo ano. Mas, este é um assunto que sempre desperta interesse em qualquer época do ano.

Nesta série de 3 artigos, iremos conversar sobre a avaliação geral dos resultados conquistados e da definição de metas e objetivos na área de crédito e cobrança.

Muitos de nós, que trabalhamos nas áreas de crédito e cobrança, encontramos certa dificuldade na identificação do que é importante ser medido e avaliado no desempenho das atividades de análise de crédito e de recuperação de cobrança, principalmente se não encontramos um referencial para comparação com o nosso próprio desempenho.

Comparar os Resultados

comparacao

A primeira alternativa que pensamos é em buscar os dados de empresas do nosso segmento, preferencialmente de empresas do mesmo ramo de atividade que o nosso. Ter estes dados seria ótimo! Mas, logo descobrimos que praticamente ninguém quer abrir suas informações de desempenho, porque estas informações são "informações estratégicas".

Outros parâmetros para comparação do nosso desempenho podem ser os índices de mercado, onde as principais fontes de informação são o Banco Central, Serasa, Boa Vista e outros birôs de crédito. Mas, frequentemente estes são índices gerais ou são índices de instituições financeiras.

Podemos também comparar nosso desempenho com base nas metas já estabelecidas anteriormente (e se não foram estabelecidas as metas anteriormente, este é um ótimo momento para fazer isso).

Mas, definitivamente a alternativa mais viável que sobra é usarmos nossos próprios dados históricos e compararmos nosso desempenho atual com o desempenho dos anos anteriores.

Particularmente eu conheço associações que fazem a coleta e consolidação destes indicadores de desempenho de empresas de segmentos específicos, sempre preservando a identidade destas empresas que colaboram com a pesquisa e aceitam compartilhar suas informações de desempenho. Esta troca é muito positiva, pois, todos que participam da pesquisa recebem os dados consolidados e podem comparar seu desempenho com o de empresas do mesmo segmento e até mesmo com empresas concorrentes.

Para que a comparação do seu desempenho com o de outras empresas seja possível é necessário adotar um padrão universal de indicadores que possam ser apurados por todas as empresas. Sistemas complexos de avaliação de desempenho não servem para esta finalidade, pois, não são aplicáveis em todas as empresas. Além disso, o resultado dos indicadores deve ser relativo, em percentual, para que permita a comparação independente dos montantes envolvidos na apuração dos índices.

Os principais indicadores de crédito e cobrança que podemos usar são os tradicionais: Índice de Atraso Geral, Índice de Atraso Parcial, Índice de Contencioso, Prazo Médio de Faturamento e o Prazo Médio de Recebimento. Talvez você já conheça estes indicadores com outros nomes, mas, o importante aqui é a fórmula de cálculo e o resultado.

No próximo artigo iremos falar de cada um dos indicadores e do processo de apuração e cálculo dos dados.

Aguardo sua participação com comentários e sugestões!

Saudações,

Dr. Denis Siqueira

 

CONTEÚDO VIP

RECEBA NO SEU E-MAIL AS DICAS, PLANILHAS, CHECKLISTS, MODELOS E VÍDEOS EXCLUSIVOS PARA OS PROFISSIONAIS DE CRÉDITO E COBRANÇA!

captcha