Perguntas e Respostas de Crédito e Cobrança

Fórum de discussão para profissionais de crédito e cobrança.
  1. Crédito
  2. Sexta, 18 Fevereiro 2011
  3.  Assinar via e-mail
Olà, caros amigos!

Trabalho como analista de crédito em uma conceituada empresa do ramo varejista em Belém/PA.

Nossa empresa possue uma carteira com mais de 510 mil clientes. E é muito procurada pelos clientes pelo fato de possuir cartão próprio. Em virtude da grande procura se faz necessário uma atenção redobrada no momento da análise e concessão do límite de crédito.

Por isso, preciso conhecer técnicas para identicar com mais precisão documentos fraudulentos.

Aguardo a ajuda dos colegas com suas respectivas respostas.
Resposta Aceita Pending Moderation
Olá, Ivaneide! Boa tarde!

Como vai?

Como você faz para gerir essa quantidade de clientes?

Como é feita a análise devido ao grande volume?

Obrigado!
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Bom Dia!

Para 500 mil clientes e crescendo, creio que o melhor caminho seja a terceirização deste processo, bem como do processo de cobrança.

Há inúmeras possibilidades de fraudes e vícios neste tipo de documentação e é importante ter uma equipe ou empresa especializada no assunto.

Você pode buscar formação para sua equipe, o que é salutar, mas, neste período (estamos falando de no mínimo 24 meses) sua empresa continuará vulnerável, sujeita a perdas irreparáveis por fraude.

Abraço,
Anderson Ribeiro
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Ivaneide, bom dia!

A empresa em que trabalho atualmente faz toda a analise de crédito com as imagens digitalizadas. O que fica muito melhor a qualidade e não ocupa espaço para a guarda dos mesmos.

Todos os nossos analistas passam por um treinamento específico sobre analise de documentação.

Como você tem uma base grande, minha sugestão seria efetuar um recadastramento, iniciando pelo clientes inativos, e com os clientes ativos, quando forem efetuar uma compra, por exemplo, ir digitalizando os documentos principais.

Tenho certeza que com a digitalização e centralização da sua analise, o índice de fraude cairá drasticamente.

Um abraço, Marta Sanches.
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Olá!

Eu também trabalho em uma empresa que tem crediário próprio e sei o que você passa.

O mais importante é checar todas as informações.
Aqui nós pedimos 2 telefones de referência, mas, é preciso atenção com as referências combinadas.

A cédula de identidade não pode ter nenhum tipo de rasura na foto ou emplastificação. Cuidado com documentos velhos, mas, em perfeito estado.

Confirme sempre o CPF no site da Receita Federal e não venda para clientes com muitas consultas em SPC.

Lembre-se que o emissor do RG deve estar impresso no campo da foto. Não aceite cópias autenticadas de documentos.

Com estes cuidados nós já desmascaramos vários estelionatários.
Quanto maior a pressa do cliente maior deve ser a sua atenção.

Quanto à cursos, eu fiz um curso on-line no site do Credito e Cobrança e outro na associação comercial da minha cidade.
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Olá,Ivaneide!

Com esta quantidade de clientes e propostas você precisa de um processo informatizado robusto e treinamento constante à sua equipe.

Algumas dicas importantes é com os documentos anexados ao cadastro, valide as informações com fontes externas confiáveis (Receita Federal, Serviços de Proteção ao Crédito, etc.). Muito cuidado com o RG, observe a compatibilidade da data de emissão com a data de nascimento, e se está compatível com a numeração sequencial dos documentos que você tem no seu cadastro.

Peço sempre duas referências e faça a confirmação em horários diferentes do dia.

Se possível oriente sua equipe a validar campos do cadastro na presença do cliente para avaliar se o cliente realmente conhece as informações que preencheu no cadastro.

Boa sorte!

Ivaldo Melo
Belém - PA
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
A prevenção a fraude é tema muito extenso, mas, tenho uma dica que pode reduzir significativamente o risco que sua empresa corre: nunca confie nos telefones informados pelo cliente.

Quando o cliente informar que trabalha na empresa "A", por exemplo, e você for ligar para checar, (sempre ligue) não utilize o telefone dado por ele mas sim um encontrado por vocês mesmos pela Internet ou pelo 102. Dessa forma, você mitiga o risco de que as informações profissionais dele sejam confirmados por alguém interessado no resultado da fraude.

Claro que ficam de fora dessa dica os profissionais liberais (médicos, advogados), os aposentados, etc.

Mas, sei por experiência que só isso já ajuda muito!
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Ivaneide!

Você precisa focar no cliente no momento do atendimento:
Além de analisar a documentação, perceba também o nervosismo em que o cliente se encontra. Eu sempre acho legal quando estamos fazendo o cadastro do cliente, perguntar para ele "Qual é o seu signo?". Por mais que a pessoa não seja adepta ao horóscopo, sempre saberá qual é o seu signo. Para tanto, tenha uma tabela de signos por meses e se o cliente titubear para responder, é porque certamente, ou seus dados estão errados ou ele não é o dono daquele RG que está apresentando. O fraudador vai decorar todos os dados que estão no RG para responder, mas nunca vai se preocupar com o signo.
A pergunta deve fluir num momento de descontração da atendente, não como se fosse obrigada a perguntar.
Essa pergunta já me ajudou algumas vezes a evitar fraudes.

Sucesso para você!
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Hoje, existem empresas que prestam serviço de identificação e informações de dados cadastrais, veja na web.

Pelo CPF ou CNPJ é possível ver e confirmar diversas informações.
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Trabalho numa empresa que fornece produtos para pessoas físicas.

Inicialmente eram só as PF, mas, depois incluímos as jurídicas e então é que começamos a encontrar problemas de fraudes.

Diante das experiências obtidas durante todos esses anos, verificamos que os fraudadores sempre agem como o gato detrás da cortina - "sempre deixam o rabo do lado de fora".

Ao incluir os documentos exigidos para abertura de cadastro e análise, verificamos que deixam sempre de cumprir com alguma exigência válida para tornar a empresa ativa.

Cuidado com os cartões de CNPJ emitidos em branco e datilografados. Note que a fonte de impressão dos dados da empresa possui formato único da Receita Federal.

Nossa exigência é que apresentem o Contrato Social e a última Alteração Contratual registrados na Junta Comercial ou em Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas, devidamente comprovados por etiqueta para JUCERJA ou carimbo para os cartórios.

Caso os mesmos sócios estejam na empresa desde a fundação isso sinaliza que podem estar no mercado já por muito tempo e isso tem peso na análise.

Ao consultar a SERASA e constar outros nomes na sociedade, algo está para ser esclarecido. Pode existir uma outra alteração já registrada na Junta Comercial com novos donos e os antigos talvez estejam tentando adquirir bens no mercado em nome da empresa. Pode ser também que a alteração em mãos não tenha sido registrada. Exija sempre que comprovem o registro que se não está na frente da última página, poderá estar no verso desta.

Se na checagem do endereço constante na última alteração e no que está na Receita Federal ocorrer alguma divergência, esteja atento.

Também no SINTEGRA se a empresa for do ramo de comércio, deve estar com status - HABILITADO. Se estiver como - NÃO HABILITADO - não forneça sequer à vista. Ela certamente está com algum problema na Secretaria da Receita Estadual e não está autorizada a funcionar.

Outro aspecto importante é direcionar representante para checar o endereço do cliente.

As informações comerciais são importantes quando observar que o cliente está com registros de consultas na SERASA bem abaixo do que se espera - tipo - 1 a 3 consultas nos últimos 12 meses. Isso sinaliza que suas atividades foram iniciadas recentemente ou esteve paralisada por muito tempo.
Também o contrário é risco, isto é, quando tiver ascendência de consultas, ou seja - passa de 1 ou 2 num mês para 10, seguido de 28 e depois 35 nos meses seguintes - sinal de que está sendo consultado porque tem intenção de comprar, comprar, depois inadimplir e em seguida deixar o local de sua sede para local ignorado.

Nunca use para contatos nas informações comerciais dos fornecedores que a empresa compradora indicar, pois, somente darão boas informações. Utilize as empresas que estiverem consultando na SERASA.

Vender seu produto para uma empresa que atua com ele em sua atividade é algo seguro. Diferente quando comercializa material de construção e estar com intenção de comprar aparelhos de ar condicionado, televisores, óleo diesel etc.

Fique atento também quando a empresa insistir para que o crédito seja aprovado com telefonemas seguidos.


Essa exposição é longa... tem mais, mas, espero ter colaborado.
  1. mais de um mês atrás
  2. Crédito
  • Página :
  • 1

Envie sua Resposta

Material Grátis

Curso Analise de Crédito

Cursos

Curso Analise de Crédito

 

Curso de Cobrança