Junte-se a 133.067 pessoas

Entre gratuitamente na Lista de E-mail para receber conteúdos exclusivos

Perguntas e Respostas de Crédito e Cobrança

Fórum de discussão para profissionais de crédito e cobrança.
  1. Crédito
  2. 2009-03-20
  3.  Assinar via e-mail
Não sei como dar uma descrição mais correta, mas, irei explicar a situação para melhor entendimento: Imaginem a situação: Um individuo “A” financiou um automóvel em parcelas (60), num valor “X”, porém ao estarem pagas, um exemplo, 10 parcelas, o carro deste indivíduo foi roubado, o carro não tinha seguro e não foi resgatado. Este individuo “A” parou de pagar as parcelas de seu financiamento. A dúvida é como explicar para este individuo: O que vai acontecer com este financiamento? Pois, ele está achando que como faltam aproximadamente 5 anos para quitar o carro, ele para de pagar e quando der 5 anos a dívida caduca. Como devo explicar este caso ao Individuo? Grato.
Resposta Aceita Pending Moderation
Bom, até onde eu sei, nada muda com o financiamento. Se o financiado deixou de pagar as prestações, configura inadimplência, sujeito às ações legais. Uma coisa eu tenho certeza, esta dívida não caduca nunca. O que ocorre é que o apontamento no Serasa deve ser excluído em 5 anos, mas a dívida CONTINUA EXISTINDO SEMPRE. Mesmo após 5 anos, o credor tem o direito legal de cobrar a dívida, nas formas legais. Espero ter ajudado
  1. 2009-04-03
  2. Crédito
Resposta Aceita Pending Moderation
Senhores, Sei que a pergunta é antiga mas como estou começando hoje a participar deste fórum gostaria de dar a minha colaboração. Todo financiamento de veículos feitos no Brasil tem pelo menos 2 garantias: real - o próprio veículo alienado ao financiador e outra pessoal ou fidejussória, que é a garantia pessoal dada por alguém, no caso o financiado, que se compromete pessoalmente a cumprir as obrigações contraídas num contrato. Em algumas circunstância pode ainda o financiador exigir garantias adicionais. No caso em tela, não existe mais o veículo dado em garantia real, mas resta ao devedor a obrigação de pagar. Cabe ainda lembrar que a prescrição da dívida só ocorre se esta não está transitando em julgado.
  1. 2009-04-06
  2. Crédito
  • Página :
  • 1

Envie sua Resposta

Voltar ao Topo