Junte-se a 132.424 pessoas

Entre gratuitamente na Lista de E-mail para receber conteúdos exclusivos

Perguntas e Respostas de Crédito e Cobrança

Fórum de discussão para profissionais de crédito e cobrança.
  1. Cobrança
  2. 2012-08-28
  3.  Assinar via e-mail
Como Analisar Devedores Duvidosos? Como provisiono a PDD? Qual a porcentagem? Alguém já fez esse trabalho? Preciso passar isso para a Contabilidade e gostaria de ter uma base. Aguardo Retorno.
Resposta Aceita Pending Moderation
Olá, Elaine! Na empresa que trabalho, provisionamos PDD de todos os títulos já protestados e que já passaram, além de nossa cobrança interna, por outras duas cobradoras externas e retornaram com parecer de insucesso no recebimento. Geralmente até que tudo isso aconteça, o titulo já está com mais de 90 dias vencidos. No entanto, se não estiver enganado existe uma regra contábil que provisiona PDD a partir de 180 dias, mas não sei dizer ao certo qual % para cada faixa de atraso. Acredito que seu depto. fiscal pode lhe ajudar nisso. Espero ter ajudado.
  1. 2012-08-28
  2. Cobrança
Resposta Aceita Pending Moderation
Na minha opinião, poderá ser de várias maneiras, desde que haja a concordância da diretoria e auditoria. - Poderá ser com corte de data, exemplo: todos os valores vencidos a mais de 360 dias; - Aqueles que estejam em cobrança judicial; - Aqueles que pelo expert da área sejam considerados PDD.
  1. 2012-09-04
  2. Cobrança
Resposta Aceita Pending Moderation
Até há pouco tempo, a PDD podia ser feita com base em percentual histórico de perdas registradas em relação ao total de contas a receber. Este percentual (regra geral) era de 3%. Atualmente, a legislação brasileira determina que a PDD seja constituída com base em relatório detalhado, no qual devem constar os títulos considerados incobráveis, com a indicação das medidas adotadas para concluí-lo e que não surtiram efeito. Desta forma, não há que se falar em percentual fixo de PDD ou de provisão efetuada na experiência histórica de cada empresa. É necessário ter controle total do contas a receber e, assim, não recolher impostos sobre importâncias sequer recebidas.
  1. 2012-09-17
  2. Cobrança
  • Página :
  • 1

Envie sua Resposta

Voltar ao Topo