Perguntas e Respostas de Crédito e Cobrança

Fórum de discussão para profissionais de crédito e cobrança.

Como provisionar PDD? Resolvido

  1. Cobrança
  2. Terça, 28 Agosto 2012
  3.  Assinar via e-mail
Como Analisar Devedores Duvidosos? Como provisiono a PDD? Qual a porcentagem? Alguém já fez esse trabalho?

Preciso passar isso para a Contabilidade e gostaria de ter uma base.

Aguardo Retorno.
Resposta Aceita Pending Moderation
Olá, Elaine!

Na empresa que trabalho, provisionamos PDD de todos os títulos já protestados e que já passaram, além de nossa cobrança interna, por outras duas cobradoras externas e retornaram com parecer de insucesso no recebimento.

Geralmente até que tudo isso aconteça, o titulo já está com mais de 90 dias vencidos.

No entanto, se não estiver enganado existe uma regra contábil que provisiona PDD a partir de 180 dias, mas não sei dizer ao certo qual % para cada faixa de atraso.

Acredito que seu depto. fiscal pode lhe ajudar nisso.

Espero ter ajudado.
  1. mais de um mês atrás
  2. Cobrança
Resposta Aceita Pending Moderation
Na minha opinião, poderá ser de várias maneiras, desde que haja a concordância da diretoria e auditoria.

- Poderá ser com corte de data, exemplo: todos os valores vencidos a mais de 360 dias;
- Aqueles que estejam em cobrança judicial;
- Aqueles que pelo expert da área sejam considerados PDD.
  1. mais de um mês atrás
  2. Cobrança
Resposta Aceita Pending Moderation
Até há pouco tempo, a PDD podia ser feita com base em percentual histórico de perdas registradas em relação ao total de contas a receber. Este percentual (regra geral) era de 3%. Atualmente, a legislação brasileira determina que a PDD seja constituída com base em relatório detalhado, no qual devem constar os títulos considerados incobráveis, com a indicação das medidas adotadas para concluí-lo e que não surtiram efeito. Desta forma, não há que se falar em percentual fixo de PDD ou de provisão efetuada na experiência histórica de cada empresa. É necessário ter controle total do contas a receber e, assim, não recolher impostos sobre importâncias sequer recebidas.
  1. mais de um mês atrás
  2. Cobrança
  • Página :
  • 1

Envie sua Resposta

Material Grátis

Curso Analise de Crédito

Cursos

Curso Analise de Crédito

 

Curso de Cobrança