Nordeste em extrema pobreza = Oportunidade!

Nordeste em extrema pobreza = Oportunidade!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais de 9,6 milhões de pessoas na região Nordeste vivem hoje com renda mensal de até R$ 70, valor limite da linha da pobreza extrema traçada pelo Governo Federal.

Os dados do IBGE

Os estados do Norte e Nordeste concentram os maiores índices de pobreza e miséria no Brasil.

Esta situação foi apontada nos dados divulgados pelo IBGE no dia 10/05/2011.

O conceito de miséria foi estabelecido oficialmente pelo Governo Federal, que resolveu considerar em estado de pobreza extrema quem ganha até R$ 70 por mês.

A região Nordeste é a que conta com mais pessoas em extrema pobreza. São 18,1% da população, em comparação com os 8,5% nacionais. Em seguida aparecem o Norte (16,8), Centro-Oeste (4), Sudeste (3,4) e Sul (2,6).

A visão do profissional de crédito e cobrança

É importante lembrar que os estados com maior índice de pobreza, são os estados que podem experimentar as maiores taxas de crescimento econômico e oportunidades de negócios.

Os investimentos da União, através do plano Brasil Sem Miséria, serão direcionados considerando os dados apurados pelo IBGE.

Nos últimos anos a participação das regiões Norte e Nordeste na receita bruta gerada nas grandes empresas comerciais têm ampliado progressivamente, demonstrando que muitas empresas estão, cada vez mais, ampliando seus negócios nestas regiões.

Ainda sobre o potencial de crescimento destas regiões, leia o texto “Bilionário dos supermercados no Maranhão prepara invasão nacional”.

Gestão de risco de crédito

A gestão de risco de crédito nas regiões Norte e Nordeste é um ponto importante para empresas de atuação nacional que estejam ingressando ou que já explorem estes mercados. Características e necessidades específicas devem ser consideradas pelo analista de crédito. Assim como, o uso de ferramentas de análise de crédito devem ser adaptadas ou desenvolvidas para estas carteiras de clientes.

Estar em contato com os clientes, visitando periodicamente os principais parceiros comerciais, permite conhecer o mercado, cultura e a forma de fazer negócio na região. E a partir disso, podemos desenvolver políticas de crédito adequadas ao perfil dos clientes e a estratégia da empresa.

 

A POBREZA EXTREMA NO BRASIl
População que recebe até R$ 70 por mês

 

LOCAL GANHAM ATÉ R$ 70/MÊS % DA POPULAÇÃO TOTAL
Maranhão 1.691.183 25,7
Piauí 665.732 21,3
Alagoas 633.650 20,3
Pará 1.432.188 18,9
Amazonas 648.694 18,6
Acre 133.410 18,2
Ceará 1.502.924 17,8
Bahia 2.407.990 17,2
Roraima 76.358 17,0
Paraíba 613.781 16,3
Pernambuco 1.377.569 15,7
Sergipe 311.162 15,0
Rio Grande do Norte 405.812 12,8
Amapá 82.924 12,4
Tocantins 163.588 11,8
Rondônia 121.290 7,8
Mato Grosso 174.783 5,8
Mato Grosso do Sul 120.103 4,9
Minas Gerais 909.660 4,6
Espírito Santo 144.885 4,1
Rio de Janeiro 586.585 3,7
Goiás 215.975 3,6
Paraná 306.638 2,9
Rio Grande do Sul 306.651 2,9
São Paulo 1.084.402 2,6
Distrito Federal 46.588 1,8
Santa Catarina 102.672 1,6
Brasil 16.267.197 8,5

  

Veja o estudo completo no site do IBEG:

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/censo10052011.shtm

Envie seu comentário! Participe!

Saudações,

Dr. Denis Siqueira