Venda de informações

Venda de informações

Esta semana, voltamos a ver na mídia os desdobramentos das investigações do Ministério Público de São Paulo sobre a suposta venda irregular de informações.

Estou acompanhando este assunto com muita preocupação, pois a disponibilização de informações cadastrais exige muita responsabilidade e controle.

Devemos lembrar que somente após o devido processo legal poderemos afirmar que a empresa “AP Informações” é culpada ou inocente.

Apesar de não conhecer o conteúdo das investigações, vale a pena dizer, que a ação de usuários mal intencionados, que buscam informações cadastrais para fins ilícitos, não pode justificar a penalização de empresas que buscam informações de seus clientes, cadastrandos ou cadastrados, previamente autorizadas.

A consulta de informações é essencial para todas as relações comerciais. Mas, como usuários de serviços de informação devemos saber até que ponto podemos agir.

Eu, particularmente, fico muito preocupado com a banalização do uso de informações cadastrais. Atualmente temos poucas opções de serviços de informação de qualidade, e um grande número de revendedores de informações. A atuação indevida de uma ou outra empresa, pode levar à criação de restrições Legais mais rígidas para este segmento.

Por outro lado, os pequenos empresários, os quais encontram dificuldade para realizar uma análise cadastral, necessitam de um serviço simplificado e com custo compatível. E é neste ponto que os distribuidores de informações ganham espaço.

Uma atitude positiva foi a tomada pela Serasa Exprerian, que disponibilizou a venda direta e simplificada de crédito para consultas cadastrais. Com isso, a empresa que necessita de informação para concessão de crédito pode utilizar os serviços sem burocracia, mas com o controle da Serasa.

Mais importante é que o empresário saiba claramente que é responsável pela utilização que faz do sistema de consultas, respondendo civil e criminalmente por seus atos.

Se você tem uma opinião sobre este assunto, deixe aqui seu comentário.

Participe e interaja!

Saudações,

Dr. Denis Siqueira